Passos para você voltar a se apaixonar

Ter alguém apaixonado por você ou se apaixonar de verdade é uma coisa de sorte.

Sabe como atrair um homem ? Não são só as borboletas no estômago, mas é como se você sentisse que, de repente, tudo é possível, que você tem toda a vitalidade do mundo e é capaz de enfrentar o que quiser. Também é um estado efêmero, que dá abertura a uma ruptura ou a um amor com letras maiúsculas, dos que são cozidos em fogo baixo. Não decidimos quando nos apaixonar, nem por quem exatamente. Geralmente parece que é a sorte que decide onde, quando e por quem. No entanto, o que pode ser feito é criar condições para que o amor chegue e permaneça.Deve existir a disposição de amar no coração. Deve haver abertura para o amor.

Do contrário, por mais que uma pessoa maravilhosa apareça em sua vida, você não será capaz de vê-la, de valorizá-la ou de deixar que ela o veja e valorize. Às vezes o coração se fecha por medo de sofrer. Pode ser por culpa de experiências passadas, mais ou menos frustrantes, que puderam transformar o amor em um terreno aparentemente perigoso. Assim, você se fecha e não deixa que flua o que deve fluir.

No entanto, voltar a se apaixonar sempre vale a pena e estes são os sete passos para que isso aconteça. Não é uma boa ideia pensar em se apaixonar se você ainda carrega traços de uma relação anterior. Motivações como a vingança, o orgulho ou a evasão de uma dor que não passa são péssimos precedentes para que seu coração possa realmente sentir amor por alguém novo. Um prego não remove outro prego, quem dera fosse fácil assim. O que você precisa, depois te der vivido um grande amor e de tê-lo perdido, é iniciar um processo de luto e depuração dos seus sentimentos. Durante este processo, seu coração ainda não está pronto para abrir as asas e voltar a se apaixonar.

Você deve saber claramente o que a relação que terminou deixou de bom e de ruim em você. Identifique o motivo do término e o que você pode aprender com essa experiência. Quando tudo isso estiver claro e você sentir que já se encontra em um estado de relativa serenidade, é o momento de dar o seguinte passo.Está suficientemente comprovado que uma relação de casal é muito mais profunda e duradoura quando os envolvidos sabem viver em solidão. Por isso, é importante que você tome um tempo para estar consigo mesmo, sem compromissos afetivos. Lembre-se de que, em alguns casos, o parceiro se torna um pretexto para eludir vazios de nossa própria existência. Você pode até acreditar que “não nasceu para ficar sozinho”, ou que se você conquistar um novo parceiro seus problemas vão acabar.

No entanto, isso não é verdade. Primeiro você deve aprender a estar à vontade com a vida por si mesmo, sem a presença de uma ou outra pessoa que compartilhe tudo com você. Se você não conseguir, é possível que comece a agir como alguém desesperado em busca de afeto. E é mais do que certo que você vai encontrar um parceiro disfuncional, onde, de cara, constrói-se uma dependência nociva. Antes de voltar a se apaixonar, é conveniente que você preste atenção. Cuide de você no sentido integral dessa expressão. Isso significa rever sua saúde e seus hábitos de vida para corrigir toda a deficiência que possa existir.